Aguarde um momento, por favor...

 
 
EnglishEnglish
 
Página inicial » Lidia Jorge
 
Lidia Jorge
Lídia Jorge nasceu em Boliqueime, Algarve, em 1946. Licenciou-se em Filologia Românica pela Universidade de Lisboa, tendo sido professora do Ensino Secundário.
Foi nessa condição que passou alguns anos decisivos em Angola e Moçambique, durante o último período da Guerra Colonial. A publicação do seu primeiro romance,
O Dia dos Prodígios (1980) constituiu um acontecimento num período em que se inaugurava uma nova fase da Literatura Portuguesa.
Seguiram-se os romances O Cais das Merendas (1982) e Notícia da Cidade Silvestre (1984), ambos distinguidos com o Prémio Literário Cidade de Lisboa.
Mas foi com A Costa dos Murmúrios (1988), livro que reflecte a experiência colonial passada em África, que a autora confirmou o seu destacado  lugar no panorama das Letras portuguesas. Entre outros romances, conta-se O Vale da Paixão (1998), O Vento Assobiando nas Gruas (2002),  duas antologias de contos, Marido e Outros Contos (1997) e O Belo Adormecido (2003), para além das publicações separadas de A Instrumentalina (1992) e O Conto do Nadador (1992). A peça de teatro A Maçon foi levada à cena no Teatro Nacional Dona Maria II, em 1997. O romance A Costa dos Murmúrios foi adaptado ao Cinema por Margarida Cardoso. O mais recente livro de Lídia Jorge é Os Memoráveis, editado pela Dom Quixote.
Os romances de Lídia Jorge encontram-se traduzidos em diversas línguas e a autora já ganhou alguns dos mais importantes prémio literários, nacionais e estrangeiros:
Prémio Dom Dinis; Prémio PEN Clube; Prémio Máxima de Literatura; Prémio Bordallo de Literatura da Casa da Imprensa; Grande Prémio de Romance de Novela da APE;
Prémio Jean Monet de Literatura Europeia; Prémio Charles Bisset; Premio da Latinidade; Prémio Albatros, da Fundação Günter Grass