Aguarde um momento, por favor...

 
 
EnglishEnglish
 
Página inicial » Luandino Vieira
 
2006
Luandino VieiraLuandino Vieira

Luandino Vieira, aliás José Vieira Mateus da Graça, nasceu em Vila Nova de Ourém, a 4 de Maio de 1935.Desde a mais pequena infância foi viver para Angola, país onde mais tarde se iria envolver em movimentos nacionalistas, o que levará à sua primeira prisão aos 24 anos de idade. Já nessa altura tinha adoptado o pseudónimo de Luandino, em homenagem à terra querida, Luanda. Libertado, voltaria à prisão em 1959 e em 1961, desta vez condenado por catorze anos. É transferido para o Tarrafal em 1964, onde ficou oito anos, conheceu o escritor Guimarães Rosa e escreveu muita da sua obra. Neste mesmo ano de 1964 é-lhe atribuído, em Angola, o prémio literário Mota Veiga bem como o Grande Prémio de Novelística da Sociedade Portuguesa de Escritores, pelo seu romance "Luuanda". Luandino sai da prisão em 1972, regressa a Angola em 1975, assumindo funções no MPLA. A guerra civil angolana fá-lo abandonar o país e o escritor decide voltar para Portugal, instalando-se nas imediações do Convento de São Payo, em Vila Nova de Cerveira. O autor de Kapapa, Nosso Musseque e Lourentinho, Dona Antónia de Sousa Neto e Eu , que nada publica desde 1972, tem agora no prelo O Livro dos Rios, o primeiro tomo de uma trilogia intitulada De Rios Velhos e Guerrilheiros.

Luandino Vieira, o terceiro escritor africano a ser distinguido com o Prémio Camões, recusou-se, no entanto, por "razões pessoais e íntimas" a receber o Prémio Camões 2006.